terça-feira, abril 17, 2007

O regresso da Folk, versão electrónica


Thief chega ao destaque semanal do Deep Café numa altura mais que merecida. A sua pop electrónica já mereceu airplay nas listas das nossas emissões com os temas "Leaves" e "If there was a love", do albúm "Sunchild", lançado em finais de Março passado pela Sonar Kollectiv.

Este projecto é bastante engraçado pois a folk e o nu-jazz surgem de mãos dadas. A explicação é bem fácil! Sasha Gottschalk é a sapata de um dos pilares. Do seu lado temos a folk - uma das novas (re)emergências nos últimos anos. Do outro temos Axel Reinemer e Stefan Leisering (mentores do projecto Extended Spirit, e elementos dos Jazzanova), que colaboram na composição e produção de "Sunchild".

O produto final é o resultado de fusionamentos perfeitos e estudados. A guitarra acústica surge ao lado de melodias electrónicas, com uma qualidade invejável e mais que suficiente para cativar nomes sonantes da electrónica actual.
Os exemplos vão desde a participação de Clara Hill, velha conhecida dos Jazzanova, até Paul Kleber e Georg Levin.

Deep Café apadrinha a folk electrónica, mais uma nova coordenada da música actual, com selo de qualidade que garante novas visitas em futuras playlists.
Tracklist:

01 Sunchild
02 Atlantic
03 Hold On, Hold On
04 If There Was A Love
05 Clouds
06 Self Portrait
07 Does It Make Any Sense
08 Somewhere
09 I Can't Remember
10 (Like) Leaves
11 Home
12 Sunchild (Reprise)

3 comentários:

pimentel disse...

Caro amigo do Deep Café adoro o seu programa, mas corre o risco de ninguém o ouvir depois de ligar a RCB e ouvir o programa anterior.
A nova grelha de programação está boa. Gosto do Deep Café, Linguagem de Café, etc…, mas o programa que me dá stress e não tem cafeína é o puxa palavra. Por favor valha-me DEUS…
Já agora todos os novos programas de autor estão o máximo. O pretérito mais que perfeito, Jazz à Noite, Manual de Instruções, Palavras à Solta, Ecos da tradição, etc…
Parabéns para o DEEP Café.

pimentel disse...

22:00 3ª Feira. Ufa! Já acabou agora vai ser bom vem aí o Deep Café.

dj_fly disse...

Amigo Pimentel, agradeço as suas palavras que me alegraram imenso e além do mais dão alento às sonoridades electrónicas.

De facto o problema que me coloca também já me ocorreu, mas infelizmente não é responsabilidade minha. Seria talvez mais proveitoso se o Deep fosse antecedido de um programa de divulgação de cultura, e que abrangesse arquitectura, arte, poesia, música, etc...
Enfim, o certo é que o Deep Café já existe nas ondas do éter, e assim espero que continue, deliciando-o a si e a todos aqueles que apreciam a música electrónica, ou até mesmo aqueles que só agora a começaram a conhecer esta vertente musical.

Se eventualmente tiver alguma sugestão, não hesite. Basta aqui deixar uma palavrinha ou enviar um mail para deepcafe@hotmail.com

Um Deep abraço, com bons sons, e bons sonhos!